Skip to content

Décimo aniversário da Administração Apostólica!

19/01/2012

Salve Maria!

No dia 18 de janeiro a Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, que pertence à Província Eclesiástica de Niterói, completou dez anos de sua criação pelo Bem-Aventurado Papa João Paulo II, em 2002. Parabéns!

Reproduzimos abaixo algumas palavras do Reverendíssimo Padre José Edilson de Lima, Juiz Auditor do Tribunal Eclesiástico do Rio de Janeiro, que pertence ao clero da Administração Apostólica:

A Administração Apostólica, criada pelo Beato João Paulo II, foi uma resposta do Sucessor de Pedro a uma carta que D. Antônio escreveu a Paulo VI, falando das dificuldades encontradas no Novus Ordo. Pedia naquela carta continuar celebrando a Missa na forma antiga, mas que obedientemente se submeteria ao Santo Padre. Após a chegada do novo Bispo em Campos, em 1981, a missa teve que deixar as igrejas e ir para as garagens, porões, estações de trem desativadas, cinemas velhos etc. Aos poucos, com a ajuda dos fiéis e amantes da Missa na forma tradicional, os padres foram construindo igrejas, orfanatos, escolas e centros de atendimento aos fiéis. Foram tempos difíceis em que éramos, por muitos, tratados como leprosos, retrógrados, amantes de uma Igreja que havia parado nos tempos da Idade Média. Com a sagração de D. Licínio, a situação canônica ficou num impasse. Não poderia continuar, pois o Bispo tem a plenitude do sacerdócio para ensinar, santificar e governar oficialmente em nome da Igreja. Somos Católicos e nunca pensamos em ter outra Igreja. Por isso, atendendo ao chamado do Santo Padre, nos colocamos a seus pés e pedimos sermos reconhecidos na visibilidade da Igreja, pois não temos o espírito de Lutero, adepto de uma igreja invisível. Dez anos se pasaram. Hoje, toda a Igreja se alegra, pois a Missa na Forma Tradicional volta às paróquias, enche com sua sacralidade as catedrais, entra em Mosteiros e vai como um rio sulcando o caminho da Igreja para a salvação das almas. Deus seja louvado. Obrigado, Beato João Paulo II. Obrigado, D. Antônio. Obrigado, D. Licínio. Obrigado, Cardeal Castrillón. Obrigado, D. Fernando.

São João Maria Vianney, rogai por nós!

Anúncios

From → Uncategorized

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: