Skip to content

Breve crônica da Jornada Mundial da Juventude

26/09/2011

Este slideshow necessita de JavaScript.

Salve Maria!

1. A Jornada Mundial da Juventude, nascida do gênio apostólico do Beato João Paulo II, é o maior evento mundial da juventude. Nenhum outro reúne tão grande quantidade de jovens. A cada dois ou três anos, o Papa realiza a Jornada Mundial fora de Roma, em uma cidade eleita. Em 2011, a Jornada Mundial da Juventude aconteceu em Madri, congregando cerca de três milhões de jovens católicos.

2. A Federação Internacional Juventutem, representando os jovens católicos ligados à Missa romana tradicional, participa das Jornadas Mundiais da Juventude, desde a edição de 2005, ocorrida em Colônia, na Alemanha. Sacerdotes da Fraternidade Sacerdotal São Pedro, do Instituto Bom Pastor e de outras instituições da Igreja se encarregam se acompanhar espiritualmente os peregrinos de Juventutem na Jornada Mundial da Juventude.

3. Em 2011, foi uma paróquia salesiana, a matriz de São Francisco de Sales, que acolheu em Madri os Ofícios — Missa pela manhã, Vésperas no fim da tarde — na forma extraordinária do Rito Romano, para os membros de Juventutem e outros jovens interessados. Em Madri, éramos cerca de 600 os jovens inscritos com Juventutem. A igreja esteve repleta todos os dias. Diferentes bispos franceses foram convidados e aceitaram celebrar a Santa Missa para nós. É possível ver fotos de todas as Missas celebradas para o grupo, em http://rorate-caeli.blogspot.com/2011/08/liturgy-of-juventutem-picture-galleries.html#more, graças ao trabalho de nossos companheiros Paul Schutz, de Juventutem USA, e Jeremy Chua, de Juventutem Singapore.

4. Antes da semana de Madri, ocorrem os chamados “dias nas dioceses”. O grupo de Juventutem participou destes dias na Diocese de Bilbao, sendo muito bem recebido pelo Senhor Bispo, que celebrou Vésperas Pontificais, para o grupo, na bela igreja de São Nicolau. Havia outros grupos em Bilbao, entre os quais se destacavam os vindos da Coréia e do Chile.

5. Chegamos no dia 09 de agosto em Amorebieta, a pequena cidade próxima a Bilbao em que ficamos instalados. Foi posta a nossa disposição a antiga igreja do Carmo, muito bela, que serviu muito bem para os Ofícios. O coro de Juventutem foi estupendo, executando o canto gregoriano e peças polifônicas com uma qualidade realmente excelente. Anexa à igreja está uma casa de retiros, que nos proporcionou os ambientes necessários para as atividades de formação.

6. Nossos dias em Amorebieta começavam com a Santa Missa, às 09h. Em seguida, o café da manhã, no gramado em frente à igreja. Após o café, cada dia tinha uma atividade programada: conhecer Loyola e o santuário de Santo Inácio; visitas a Bilbao e outras cidades próximas, como Guernica; um tempo para praia ou trekking; peregrinação ao Santuário de Urkiola…

No fim da tarde, de volta a Amorebieta, geralmente tínhamos um tapeo — jamón serrano, azeitonas, vinho de verão… –, momento livre e uma palestra de formação. Mais tarde, as Vésperas e o jantar.

8. As amizades rapidamente se fizeram, criando um ambiente muito agradável. A maioria absoluta do grupo — éramos cerca de 200 nesta primeira semana — era de franceses. Em seguida, os suíços, os britânicos, os estadunidenses. Depois, holandeses, canadenses, australianos, eslovacos, nigerianos. Brasileiros éramos dois, e havia um rapaz de Cingapura. Havia padres e seminaristas da Fraternidade Sacerdotal São Pedro, do Instituto Bom Pastor, cônegos de Lagrasse, um sacerdote diocesano de Paris, um monge da Abadia de Fontgombault, um frade da Fraternidade São Vicente Ferrer.

9. Após o jantar, um grupo grande seguia para um pub irlandês no centro de Amorebieta. O pub era muito bom, servindo diferentes marcas de cerveja tiradas do barril. O pub — na verdade os pubs, pois havia outro em frente — serviu muito bem para nossas confraternizações; a tal ponto que, no último dia em Amorebieta, até os sacerdotes e seminaristas, à exceção dos religiosos, foram lá conosco, formando eles uma grande mesa vestida de preto. Neste dia, devido à quantidade de pessoas, praticamente tomamos com nossas mesas o espaço público entre os dois pubs.

10. No dia 15 de agosto, solene Missa da Assunção, seguida de devota procissão pelo campo em frente à igreja, no qual montou-se pequeno monumento à Virgem. Neste mesmo dia seguimos para Madri, parando em Burgos.

11. Em Madri, a maior parte do grupo esteve alojada em Moncloa, perto da igreja dos salesianos em que ocorriam as Missas de Juventutem. O tempo em Madri permitiu — além de acompanhar os eventos da Jornada com o Papa e garantir momentos de oração e formação, que definitivamente era nosso objetivo principal — conhecer a cidade, seus monumentos, o Museu do Prado e outros centros de arte, os parques como o do Retiro (no qual foram instaladas centenas de confessionários), e locais próximos e tão expressivos como o Palácio do Escorial e a Basílica do Vale dos Caídos.

12. Além das Missas na igreja de São Francisco de Sales, o Instituto Cristo Rei também convidou bispos espanhóis, que diariamente celebraram a Missa tridentina na igreja do Terceiro Mosteiro da Visitação. No sábado, dia 20 de agosto, grande parte do grupo assistiu a Missa nessa igreja, e depois dela Dom Fernando Rifan fez breve alocução, em francês, para os membros do grupo. Dom Fernando Rifan é, em todo o mundo, o único bispo unido ao Papa que tem como rito próprio a Forma Extraordinária do Rito Romano.

13. A Jornada Mundial da Juventude terminou com a multitudinária Missa campal no Aeródromo de Cuatro Vientos, à qual assistiram milhões de pessoas. Para não dar azo a profanações, não foi distribuída a Sagrada Comunhão durante a Missa, sendo recomendado aos peregrinos que comungassem pela tarde nas igrejas de Madri. Tivemos nossa última Missa com Juventutem no fim da tarde deste domingo, dia 21 de agosto. Em seguida, os primeiros ônibus partiam em direção à França.

14. A intenção desta pequena crônica é deixar registrado algo do que foi vivenciado na Espanha. Com certeza o relato não é suficiente para expressar o que realmente passou lá. Foi um momento privilegiado de confirmação na fé, na esperança e na caridade. Milhões de jovens católicos dos países mais distantes, o Papa e seu ensinamento firme e presença paterna, centenas de jovens do mundo inteiro unidos na amizade católica e no amor à Missa romana tradicional.

15. O próximo encontro mundial de Juventutem ocorrerá na Jornada Mundial da Juventude de 2013, que será, por escolha do Papa, na  cidade do Rio de Janeiro. Desde já comecemos a preparação — espiritual e material — deste magnífico evento católico, para a glória de Deus e salvação das almas.

Anúncios

From → Uncategorized

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: